07 novembro, 2006

Ai vidinha!


A vida não está fácil, nem há indicativos de que vá melhorar... Olho à volta e, no meu círculo de amigos, poucos são os que se vão conseguindo ter uma vida desafogada. Longe vão os tempos em que nos reuníamos, constantemente, para almoços e jantaradas, copos e um pé de dança, fins-de-semana simpáticos e mini-férias por esse Portugal fora. Tenho saudades desses dias de descontração. Tempos em que, apesar do dinheiro não abundar, também não faltava para o essencial e ainda sobrava para pequenas extravagâncias que nos faziam felizes. Principalmente agora que, com duas crianças, as necessidades são mais que muitas.
Houve alguém, um dia, algures na história do mundo, que filosofou sobre o facto de o dinheiro não comprar a felicidade. Pois, comprar não compra, mas que ajuda muito, ai isso ajuda e quem disser o contrário é porque não tem falta dele!
Enviar um comentário