01 julho, 2006

Pai

Pai és a almofada


Onde encosto a cabeça.


E quando me abraças,


Sinto-me tão pequena


E fecho os meus olhos


E imagino que os teus braços


São cobertores de lã que me aquecem de amor


E resguardam nas noites frias


até a manhã chegar



Sara Baptista


9 anos



Enviar um comentário